segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Apesar das artimanhas da defesa...está perto do fim


Em 3.11.2009 o Ministério Público entregou suas alegações finais em cartório, pedindo a condenação dos réus, nos termos da denúncia.
Aos 11.2009 a defesa retirou os autos de cartório para apresentação de suas alegações finais (prazo venceu em 8.12.2009).

O advogado de defesa, Dr. Carlos Bento, devolveu o processo e manifestou-se, nele, no sentido de que havia protocolado as suas alegações finais. Contudo, o cartório aguardou prazo razoável, mas não recebeu as alegações finais, donde se concluiu que ele nada protocolou.

O juiz determinou que os réus fossem intimados para constituir novo advogado. Caso não o façam, ele nomeará um outro, dativo, para oferecer as alegações finais.

Isso retardará o julgamento, pois o juiz não pode julgar sem a apresentação das alegações finais da defesa. É possível, contudo, que, nesse período, o Dr. Bento apresente suas alegações finais.

Na verdade, trata-se de mais uma tática da defesa para, mais uma vez, retardar o processo, mas infelizmente, isso está de acordo com a lei.

Assim que o Juiz estiver de posse das alegações finais da acusação e defesa, proferirá a sentença em seu gabinete ou mesmo em sua casa. Não há plenário, porque não é crime da competência do Júri.

Continuamos confiantes na Justiça e no excelente trabalho do promotor José Roberto Marques.
Acreditamos que o Juiz diante dos laudos, testemunhos e depois de analisar todo o processo proferirá a sentença de forma justa e enfim o nosso pequeno poderá descansar em paz.

Não desistiremos, por Pedrinho iremos até o fim !

Queremos Justiça !!!

terça-feira, 3 de novembro de 2009

RUMO AO JULGAMENTO

Kátia Marques e Juliano Gunello, os acusados FORMALMENTE pelo Ministério Público como sendo os suspeitos pela morte do pequeno Pedro Henrique.

Promotor pede condenação por tortura pela morte de Pedrinho

Mãe e padrasto são principais suspeitos; julgamento deve ocorrer até dezembro

03/11/2009 - 15:53

EPTV

O promotor criminal José Roberto Marques vai pedir a condenação do padrasto e da mãe do menino Pedrinho por tortura, no crime ocorrido em junho de 2008 em Ribeirão Preto. A pena mínima prevista é de 9 anos e seis meses de prisão. O promotor concluiu o parecer sobre a morte do garoto nesta terça-feira (3) e o processo foi encaminhado ao Cartório de Distribuição .

O advogado do casal tem 30 dias para fazer a defesa dos acusados. A previsão é que o caso seja julgado até dezembro.

Morte

O menino Pedro Henrique Marques Rodrigues, de 5 anos, morreu no dia 12 de junho do ano passado. Na época, o padrasto, Juliano Gunelo, e a mãe de Pedrinho, Kátia Marques, alegaram que o menino passou mal após ingerir acidentalmente um produto químico. O laudo oficial, porém, não apontou sinal de substância tóxica.

Exames feitos pela perícia apontaram fraturas em duas costelas e no pulso do garoto, que desencadearam um processo de embolia pulmonar gordurosa. Os peritos classificaram o conjunto de agressões como “síndrome da criança epancada”.


FONTE: http://eptv.globo.com/busca/busca_interna.aspx?276299

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

QUANDO AS CRIANÇAS FAZEM UAU


QUANDO AS CRIANÇAS FAZEM UAU

Giuseppe Povia

Quando as crianças fazem uau! Tem um ratinho
Quando as crianças fazem uau! Tem um cachorrinho...
Tem uma coisa que eu sei
que nunca mais irei rever é
um lobo mau que dá um
beijinho num carneirinho...
E as crianças fazem ei! me
dá a mão porque me deixa
só? sem ajuda de ninguém
sem qualquer um, ninguém
pode virar um homem
uma boneca ou robô
talvez briguem um pouco
mas com um dedinho em alta voz ao menos eles, é, fazem as pazes
E cada coisa nova é uma surpresa
até quando chove e as crianças fazem uau!
olha que chuva!
Quando as crianças fazem uau!
Que maravilha!
Que maravilha!
Mas que bobo veja só.
Olha só, eu me envergonho um pouco.
Já não sei mais fazer "uau!"
e fazer tudo como eu quero.
porque as crianças falam sempre, falam tudo, tudo que pensam.
As crianças são muito sinceras mas têm tantos segredos,
como poetas e as crianças vão contar
fantasias e com poucas mentiras
oh mamma mia,bada.
Mas tudo é claro e transparente quando um adulto chora as crianças fazem
"Ei! você fez um dodói, a culpa é tua!
Quando as crianças fazem uau!
que maravilha, que maravilha!
Mas que bobo veja só.
Olha só, eu me envergonho um pouco,
Já não sei mais fazer "uau!"
não brinco mais numa gangorra,
Não tenho a chave que abre a porta dos nossos sonhos...
Lá, lá, lá, lá, lá...
Enquanto os chatos fazem éh!
Enquanto os chatos fazem ah!
Enquanto os chatos fazem bôo!
tudo fica igual
Mas se as crianças fazem uau!
Ei, basta uma vogal.
Eu me envergonho um pouco e os adultos fazem não!
Eu peço abrigo, eu peço abrigo, como os leões eu
quero andar engatinhando
Cada um é perfeito e iguais na cor
E viva os loucos que perceberam o que é amor !
É tudo uma história de estranhas palavras que eu não entendo...
Quero voltar a fazer uau!
Quero voltar a fazer uau!
porque as crianças falam sempre, falam tudo, tudo que pensam.

Parece que algumas músicas são feitas sobre medida

Tem uma coisa que eu sei que nunca mais irei rever é um lobo mau que dá um beijinho num carneirinho...

Por que o deixaram tão só ???
E as crianças fazem ei! me dá a mão porque me deixa só? sem ajuda de ninguém

A culpa é dele
Você fez um dodói a culpa é tua !!!

É isso que queriam nos convencer a acreditar...
Que o Pedrinho, com apenas 5 aninhos de idade, era uma suicida e que tomou o tira-manchas para se matar !!! Para se livrar do castigo, que o padrasto, de 37 anos, iria lhe aplicar, assim que saisse do banho...deixá-lo 20 minutos em pé, no próprio xixi, por ele ter feito xixi na cama... Foi isto que a "mãe" de Pedrinho declarou à delegada, justificando a atitude do menino em "supostamente" tomar o produto quimíco !!!

Eu me envergonho muito
Mas que bobo veja só. Olha só, eu me envergonho um pouco. Já não sei mais fazer "uau!"

ME ENVERGONHO DAS LEIS DESTE PAÍS

ME ENVERGONHO DA OMISSÃO DAS AUTORIDADES E DOS VIZINHOS

ME ENVERGONHO DE SABER QUE O PEDRINHO NUNCA MAIS VAI PODER FAZER UAU !!!

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

O amor de um pai


PEDRINHO DESCANSA NOS BRAÇOS DO PAI

O amor de um pai

Os pais dito "civilizados" têm muito a aprender com os índios!
Leiam esta história!

Você conhece a lenda do rito de passagem da juventude dos índios Cherokees?
O pai leva o filho para a floresta durante o final da tarde, venda-lhe os olhos e deixa-o sozinho.
O filho se senta sozinho no topo de uma montanha toda a noite e não pode remover a venda até os raios do sol brilharem no dia seguinte.
Ele não pode gritar por socorro para ninguém.
Se ele passar a noite toda lá, será considerado um homem.
Ele não pode contar a experiência aos outros meninos porque cada um deve tornar-se homem do seu próprio modo, enfrentando o medo do desconhecido.
O menino está naturalmente amedrontado.
Ele pode ouvir toda espécie de barulho.
Os animais selvagens podem, naturalmente, estar ao redor dele.
Talvez alguns humanos possam feri-lo.
Os insetos e cobras podem vir picá-lo.
Ele pode estar com frio, fome e sede.
O vento sopra a grama e a terra sacode os tocos, mas ele se senta estoicamente, nunca removendo a venda.
Segundo os Cherokees, este é o único modo dele se tornar um homem.
Finalmente...
Após a noite horrível, o sol aparece e a venda é removida.
Ele então descobre seu pai sentado na montanha perto dele.
Ele estava a noite inteira protegendo seu filho do perigo.

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

JUSTIÇA SENDO FEITA

O TIRO SAIU PELA CULATRA

“A família agiu de má fé para nos induzir a uma coisa que não existiu, que foi intoxicação”, disse o médico, após sair da audiência.

Eles achavam que o médico legista ia voltar atrás...
Justiça seja feita !

Pedrinho, nosso anjinho...está chegando ao fim!
A Justiça tarda mais não falha!


Justiça ouve mãe e padrasto acusados de matar Pedrinho

Audiência durou uma hora e meia; Médico legista também foi ouvido

17/09/2009 - 20:16

O casal Kátia Marques e Juliano Gunnelo, indiciados por tortura no caso da morte do filho Pedrinho, prestaram depoimento nesta quinta-feira (17) no Fórum de Ribeirão Preto. A audiência durou uma hora e meia.

Antes do casal, o médico legista João Batista Vicente, que foi o primeiro a socorrer Pedrinho, foi convocado pela defesa de Kátia e Gunnelo. O laudo apresentado por Vicente mostrava fraturas e hematomas pelo corpo do menino. “A família agiu de má fé para nos induzir a uma coisa que não existiu, que foi intoxicação”, disse o médico, após sair da audiência.

O promotor José Roberto Marques questionou o tempo todo o laudo com as alegações do casal. “Para mim, não há dúvida nenhuma de que são lesões dolosas, ou seja, foram causadas intencionalmente. E isso configura tortura”, explica.

O advogado de defesa do casal, Luís Carlos Bento, viu muitas contradições no depoimento do médico legista. Uma delas seria o da “síndrome da criança espancada”, que segundo Bento, o legista não soube explicar.

A Justiça vai dar 30 dias para que a acusação apresente a conclusão do caso e depois mais 30 dias para q a defesa apresente os argumentos. Após isso, o juiz dá a sentença.






sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Por PEDRINHO iremos até o fim !

O Dr. Luiz Carlos Bento, advogado de defesa do casal, enviou-me os laudos por e-mail, como havia dito, na frente da imprensa, que o faria.

Se já tínhamos em mente a idéia certa de Justiça, hoje, após receber, do Dr. Bento, cópia do inquérito; laudos, fotos e documentos relativos ao processo, afirmo que eu...como cidadã...não tenho duvidas da RESPONSABILIDADE do casal e mais do que nunca entendo as razões da delegeda Dra. Maria Beatriz de Moura Campos, ter pedido a prisão do casal, Kátia Marques e Juliano Gunello, no dia da morte do Pedrinho e tê-los indiciado por homícidio. E agora, vendo as fotos e laudos, repito, enviadas a mim, pelo Dr. Bento, posso entender com clareza a certeza que o promotor , José Roberto Marques, teve ao indiciá-los por tortura e estar confiante na condenação.

Se a idéia do Dr. Bento foi, de alguma forma, tentar provar a inocência do casal...para mim, só deixou mais do que evidente a culpa e iremos até o fim ! A morte do Pedrinho não pode ficar impune e os responsáveis pelas agressões e óbito do pequeno, devem ser devidamente punidos.

Em respeito a memória do Pedrinho e ao excelente trabalho da delegada Dra. Maria Beatriz e do competente promotor, José Roberto Marques, não divulgarei as fotos e nem laudos enviados, correspondentes ao processo, mas reafirmo que como cidadã, não tenho duvidas da CULPABILIDADE desse casal e confiando na Justiça, espero que o Ilustríssimo Juiz, Silvio Ribeiro de Souza Neto, dê uma decisão satisfatória para o processo e decrete a prisão do casal.

Que o Pedrinho possa descansar em PAZ...mas nós NÃO descansaremos...até que seja feito JUSTIÇA !!!

Sandra Domingues
Cidadã Brasileira

Comunidade no Orkut: Pedrinho Queremos Justiça

Justiça ouve testemunhas de defesa do caso Pedrinho

Justiça ouve testemunhas de defesa do caso Pedrinho

As testemunhas de defesa do casal Kátia Marques e Juliano Gunnelo, indiciados por tortura no caso da morte do filho, Pedro Henrique Marques Rodrigues, prestaram depoimento nesta sexta-feira (11) no Fórum de Ribeirão Preto. Dez pessoas foram ouvidas. As declarações duraram seis horas.

Segundo uma pessoa que acompanhou a audiência e pediu para não ser identificada, o casal permaneceu o tempo todo muito tranquilo e conversou algumas vezes com o advogado. Das testemunhas, nove são amigos e parentes. Eles definiram o casal como pais exemplares e disseram que o menino era bem tratado.

Os depoimentos não convenceram a promotoria, que mantém a convicção de que Pedrinho foi torturado e morto pelos pais. “Acreditamos na culpa do casal. Eles serão condenados”, diz o promotor José Roberto Marques.

A delegada Maria Beatriz, que foi intimada pela defesa do casal, também foi ouvida. Ela reafirmou diante do juiz que acredita na culpa do casal.

Advogado do Casal discutiu com Manifestantes na saída do Fórum

Na saída do Fórum, o advogado de defesa do casal, Luís Carlos Bento, discutiu com manifestantes que pediam a condenação da mãe e do padrasto. “Daqui a pouco vocês vão falar que o Michael Jackson também foi assassinado”, disse Bento, irritado com as acusações. As mulheres, que fazem parte de uma ONG que acompanha vários casos de violência contra crianças, vieram de São Paulo com cartazes para protestar.

A defesa tenta desqualificar o laudo da perícia, que aponta morte por embolia gordurosa pulmonar, decorrente de múltiplas fraturas, causadas por violência contra a criança. “O laudo é tendencioso e omisso”, alega Bento.

Segundo o advogado, os vizinhos do casal, que testemunharam em maio e disseram ter visto o menino em situação de abandono, só falaram isso porque não gostavam da mãe e do padrasto. “A vizinha disse que não via a hora deles se mudarem de lá e que não gostava do casal apenas porque os dois não tinham o hábito de cumprimentar os vizinhos”, conta.

O depoimento do médico legista João Batista Vicente, o primeiro a receber o corpo de Pedrinho no IML, foi remarcado para 17 de setembro. O casal vai ser interrogado pela promotoria só após esta data.

Na íntegra: http://eptv.globo.com/noticias/noticias_interna.aspx?270744




Afinal, quem é tendencioso ???

O Dr. Luiz Carlos Bento, na condição de advogado de defesa, diz o que bem entende diante das câmeras e dos repórteres, mas faço das palavras dele as minhas...nem tudo o que ouvimos devemos acreditar como verdade!

Ele disse, na entrevista, que o casal não afirmou que o menino ingeriou o tira manchas e sim supôs...MAS...essa foi a 1ª desculpa, na tentativa sórdida do casal em mascarar a morte do Pedrinho e transformá-lo em suicída. Uma vez que, mais do que, provado através de laudos, que o menino não tomou o Semorin...o que fazia o frasco do tira manchas, no armário da cozinha ? E quem teria colocado lá ? E a troco do quê ? Simular um envenenamento ???


Disse ainda, na entrevista, que não foi feito exame de sangue no Pedrinho...mas quando eu disse que o Pedrinho ficava para fora de casa, justificando o porquê da casa estar sempre arrumadinha, como ele mesmo alegou que ficava, me respondeu que o Pedrinho não tinha anemia, mas isso só podia ser provado através do exame de sangue!

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Depoimento da defesa do caso Pedrinho é adiado para setembro



Depoimento da defesa do caso Pedrinho é adiado para setembro
Por motivo de doença, juiz que ouviria relatos nesta 5ª alterou a data

O depoimento das testemunhas de defesa do caso Pedrinho marcado para esta quinta-feira (20) no Fórum de Ribeirão Preto, foi adiado para o dia 11 de setembro. O juiz Silvio Ribeiro de Souza Neto, que participaria da audiência ficou doente e precisou desmarcar a sessão. Das 10 pessoas intimadas, duas não compareceram. O padrasto Juliano Gunnelo, e a mãe de Pedrinho, Kátia Marques, chegaram ao fórum na manhã desta quinta-feira acompanhados da advogada de defesa.

Na frente do prédio, três mulheres integrantes da comunidade virtual Pedrinho Queremos Justiça fizeram um protesto para cobrar justiça pela morte do menino.

Fonte: http://eptv.globo.com/noticias/noticias_interna.aspx?268314

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Vídeos Relacionados ao Caso Pedrinho

REPORTAGENS FEITAS SOBRE O CASO PEDRINHO.

Assistam os vídeos das reportagens, relacionadas ao caso Pedrinho, e entendam o porquê da nossa luta !
Nada justifica tamanha maldade e crueldade contra uma criança inocente e indefesa.

Queremos Justiça e que os culpados respondam criminalmente por seus atos.

É certo que nada trará o pequeno Pedro Henrique de volta, mas não é justo que a sua morte seja tratada como, mais um caso de violência familiar e deixada no esquecimento.














quinta-feira, 30 de julho de 2009

Marcada Audiência para as testemunhas de defesa


Marcada Audiência para as testemunhas de defesa

Conforme informações do Promotor de Justiça Dr. José Roberto Marques - Ministério Público da Comarca de Ribeirão Preto- Sp, que atua nos autos do Processo nº 1.345/08, foi declinado pelo Ilustríssimo doutor Juiz de Direito, da 2ª Vara Criminal de Ribeirão Preto, Sylvio Roberto de Souza Neto, que:

Aos 06.07.2009, foi designada audiência para 20.8.2009, a fim de que sejam ouvidas as testemunhas de defesa e interrogados os réus.

quinta-feira, 11 de junho de 2009

1 ANO SEM PEDRINHO

1 ANO SEM PEDRINHO
12 de junho, data em que todos comemoram o dia do AMOR !

Data Universal em que as pessoas se doam, se abraçam, trocam carinhos, presentes, se amam, mas não foi assim com Pedrinho. Ele, tão pequenino e inocente...tão frágil e desprotegido foi vítima do desamor e pior...do maior desamor que possa existir...do desamor materno.1 ano se passou e o caso continua Impune.
1 ano se passou e ainda aguardamos a prisão dos culpados pela morte do Pedrinho, pois ainda que os suspeitos neguem, o fato é que, o Pedrinho está morto e os laudos comprovam que foi vítima de tortura.1 ano se passou, mas nós não esquecemos e nem esqueceremos, ainda que demore cobraremos por Justiça.

Conforme divulgado no site do Promotor José Roberto Marques, que vem conduzido com muito empenho o caso, em 28.5.2009 foram ouvidas 24 testemunhas de acusação. Serão ouvidas, em data ainda não fixada, a audiência para oitiva das testemunhas de defesa e interrogatórios dos réus.

Continuaremos acompanhando, pois não queremos e não podemos deixar que a morte do Pedrinho caia no esquecimento.
Pedrinho hoje é um anjinho no céu mas para nós será sempre o nosso menino !!!
Descanse em paz anjo querido...descanse em paz criança linda !
Nós te amamos Pedrinho !

Sandra Domingues

12/06/2009

Comunidade no Orkut:

quinta-feira, 28 de maio de 2009

O LAUDO É MENTIROSO OS CLIENTES DELE NÃO...

O LAUDO É MENTIROSO OS CLIENTES DELE NÃO...

O advogado de defesa do casal indiciado pelo crime de tortura do menino Pedro Henrique afirmou que vai contestar o laudo da morte do garoto. João Carlos Bento classificou o documento de “mentiroso”.

E A VERSÃO DE SUICÍDIO...QUEM INVENTOU ???

Afinal...o SAMU foi chamado pois o menino estava tendo convulsão !!! Ocasionado por que ??? O que teria acontecido a essa criança, nos momentos que antecederam a chegada do resgate ??? A defesa alega que a fratura no pulso que gerou a embolia foi causada pelo Resgate...mas esquecem de justificar o edema cerebral...os hematomas...as 2 costelas quebradas em fase de cicatrização e mais...esquecem que o menino estava em convulsão quando o SAMU foi chamado e que o casal "inventou" a história de que o Pedrinho tinha tomado o produto químico...tentando fazer dele um suicida. E por qual razão teriam inventado isso ? Por qual razão o Pedrinho começou a ter convulsão ? O fato é que o Pedrinho está morto e a morte do Pedrinho não pode ficar IMPUNE!

Advogado de defesa do caso Pedrinho contestará laudo da morteTestemunhos sobre o caso estão sendo tomados nesta quinta-feira (28)28/05/2009 - 15:45EPTVO advogado de defesa do casal indiciado pelo crime de tortura do menino Pedro Henrique afirmou que vai contestar o laudo da morte do garoto. João Carlos Bento classificou o documento de “mentiroso”.Pedrinho, de 5 anos, morreu no dia 12 de junho de 2008. A mãe do garoto, Kátia Marques, e o padrasto, Juliano Gunnelo, alegaram que o menino passou mal após ingerir acidentalmente um produto químico. O laudo, no entanto, afirma que não havia nenhum sinal de substância tóxica no organismo da criança, desmentindo a versão do casal, e aponta como causa da morte asfixia por embolia gordurosa . O perito responsável pelo documento disse que o laudo está “bem fundamentado”. “Vários professores da Faculdade de Medicina participaram”, afirmou.As 32 testemunhas do caso começaram a ser ouvidas nesta quinta-feira (28), no Fórum de Ribeirão Preto. Elas começaram a chegar por volta das 8h30. Nenhuma quis gravar entrevista, mas afirmaram que irão confirmar as declarações dadas à polícia sobre o caso. Os testemunhos transcorreram durante toda a manhã, pararam para o almoço e deverão se estender por toda a tarde. O padrasto de Pedrinho está acompanhando os depoimentos, a mãe optou por não participar.

Fonte: http://eptv.globo.com/noticias/noticias_interna.aspx?259245

quarta-feira, 27 de maio de 2009

VIGÍLIA POR PEDRINHO



VIGÍLIA POR PEDRINHO

Hoje, 28/05/09, quase 1 ano depois da morte do Pedrinho serão ouvidas as testemunhas de defesa e acusação.

Vamos nos manter em vigília!!!

Cada um que entrar aqui deixe uma oração, uma mensagem de fé e de esperança para que numa corrente de amor possamos enviar mensagens de luz e nos mantermos com pensamentos positivos, acreditando que a Justiça, ainda que tardia... será feita.

Vamos continuar acreditando que a justiça se fará.... Certamente, hoje será o começo da nossa conquista...

terça-feira, 12 de maio de 2009

11 MESES DE IMPUNIDADE



11 MESES DE IMPUNIDADE

Pedro Henrique Marques Rodrigues

Nascido em 13/02/2003 e falecido em 12/06/2008.

Na noite em que festejávamos o amor, no Dia dos Namorados, o Pedrinho morria, justamente pela falta dele.
A mãe e padrasto são os suspeitos das agressões à criança, que o levaram ao óbito.

11 MESES SE PASSARAM...
O nosso pequeno foi covardemente assassinado e sua morte tratada como um simples acidente familiar...sendo que tantos outros agressores que nesse mesmo período torturaram seus pequenos filhos foram presos e responderão pelo crime de tortura.
O Pedrinho foi mais do que torturado...o Pedrinho foi assassinado e sua morte continua Impune.
Será que essas 16 testemunhas da defesa conseguem dormir tranquilas sabendo que estarão colaborando para que 2 assassinos de um inocente sejam absolvidos da acusação ?
Que Deus esteja com as 32 de acusação, para que os seus testemunhos sejam satisfatórios e ajudem na condenação desse casal.
Dia 28/05, quase 1 ano depois, acontecerá a 1ª audiência para ouvirem as testemunhas !
Continuaremos acompanhando...
- Queremos apenas que a Justiça seja feita e que os responsáveis por terem ceifado a vida do Pedrinho paguem pelo que fizeram...ainda que saibamos que ele não voltará, porém, sua morte não pode e não deve ser tratada como mais um caso de impunidade !
E que o nosso anjinho descanse em paz !


COMUNIDADE NO ORKUT:
PEDRINHO - QUEREMOS JUSTIÇA


quinta-feira, 2 de abril de 2009

Marcada a Audiência de Acusação dos acusados


Marcada a Audiência de Acusação dos acusados
Em 01.04.2009 - Juiz designou
audiência para oitiva de testemunhas de acusação para o dia 28.5.2009.

Primeira audiência marcada para o dia 28 de maio

Diante da notícia veiculada, hoje, pela imprensa, que a primeira audiência foi marcada para o dia 28 de maio, nos sentimos mais aliviados por ver que o processo volta a caminhar.
O Dr. Bento acredita ser um exagero 32 testemunhas de acusação e ainda diz que são "fofocas da vizinhança" que terão que ser provadas...mas será que 65 hematomas pelo corpo da criança, 2 costelas fraturadas, em fase de cicatrização, pulso quebrado, constatado através de laudos e mais...a CONSTATAÇÃO de que a versão do pequeno ter ingerido o tira manchas era uma farsa...não são suficientes ?!
É, talvez, o Dr. Bento tenha mesmo razão...NÃO PRECISAM 32 testemunhas de acusação...OS LAUDOS JÁ PROVARAM que o Pedrinho morreu em virtude de embolia gordurosa causada pelas 3 fraturas, pois vinha sendo, há mais de 1 ano, conforme divulgado pela perícia, vítima de tortura...tortura essa que o levou ao óbito !!!
Nós, como sociedade, não podemos aceitar que esse caso fique Impune, tanto pela maldade cometida contra a criança, como também pela tentativa de torná-lo um suicida...um anjinho de apenas 5 anos, que teria toda uma vida pela frente.
Tantos casos cruéis, tomamos conhecimento, no ano de 2008 envolvendo a morte de pequenos e na grande maioria com o envolvimento do pai e madrasta, mãe e padrasto...podendo citar o caso da pequena Isabella Oliveira Nardoni; dos meninos João Vitor e Igor esquartejados pelo pai e pela madrasta, em Ribeirão Pires; da pequena Polyana, violentada e morta pelo padrasto, com a permissão, segundo ele, da própria mãe, na véspera de Natal em Jandira e todos os algozes aguardam o julgamento, presos, como deveriam de fato estar...menos o casal, Kátia e Gunello, que além de não estarem presos, ainda zombam da sociedade...casaram se em janeiro de 2009, 7 meses após terem presenciado a morte do Pedrinho e 1 mês antes do aniversário do pequeno, onde completaria 6 aninhos de vida...se não fosse por eles !
Nós ainda choramos a morte do menino e clamamos por Justiça e eles vivem normalmente por aí...sem terem prestado conta à Justiça e à Sociedade, como se nada tivessem feito.
Estamos confiantes no trabalho do Promotor José Roberto Marques e continuaremos acompanhando...acreditando que será feito Justiça !

quarta-feira, 1 de abril de 2009

Site do Promotor, José Roberto Marques

Diante da grande quantidade de mensagens que tenho recebido, solicitando informações a respeito do andamento do processo, apresento as seguintes informações:

Processo nº 1.345/08 - 2ª. Vara Criminal da comarca de Ribeirão Preto (caso "Pedrinho")

1. Data do fato: 12.6.2008.

2. Instauração do inquérito policial: 13.6.2008.

3. Distribuição do inquérito policial: 4.7.2008, para a 2ª. Vara do Júri.

4. Conclusão do inquérito policial: 29.8.2008.

5. Reconhecimento da incompetência do Juízo da 2ª. Vara do Júri: 8.9.2008.

6. Redistribuição para a 2ª. Vara Criminal: 11.9.2008.

7. Denúncia oferecida: 2.10.2008.

8. Recebimento da denúncia: 7.10.2008.

9. Citação dos réus: 31.10.2008.

10. Em 29.12.2008: o Juiz determinou que fossem intimados os réus para constituírem novo defensor, diante da não-apresentação da resposta preliminar.

11. Em 29.1.2009: o defensor constituído apresentou a resposta preliminar.

12. Em 5.2.2009: o Ministério Público manifestou-se sobre a resposta preliminar.

13. 01.04.2009: Juiz designou audiência para oitiva de testemunhas de acusação para o dia 28.5.2009.

14. 28.5.2009: ouvidas 24 testemunhas de acusação. Serão ouvidas, em data ainda não fixada, a audiência para oitiva das testemunhas de defesa e interrogatórios dos réus.

15. 6.7.2009: designada audiência para 20.8.2009, a fim de que sejam ouvidas as testemunhas de defesa e interrogados os réus.

20.8.2009: A audiência foi redesignada. O despacho do MM. Juiz contém o seguinte teor: "Acometido de resfriado intenso (coriza e dor no corpo), a fim de preservar a saúde e, especialmente, a tranquilidade das pessoas que manteriam contato pessoal comigo neste dia de trabalho (em virtude dos alertas acerca da pandemia da Influenza A - H1N1), conveniente remarcar o ao para o próximo dia 11 de setembro, com início às 9h20min horas (nos moldes da decisão anterior)".

11.9.2009: Realizada audiência para oitiva de testemunhas de defesa. Faltando ouvir apenas uma testemunha de defesa e os réus (interrogatórios), o que ficou designado para o dia 17.9.2009, às 16 h.

17.9.2009: terminada a fase de produção de provas. O juiz deferiu prazo de 30 dias para cada parte (primeiro, para o Ministério Público; depois, para a defesa) para que ofereçam suas alegações finais por escrito. Depois disso, proferirá a sentença.

3.11.2009: Ministério Público entregou suas alegações finais em cartório, pedindo a condenação dos réus, nos termos da denúncia.

6.11.2009: defesa retirou os autos de cartório para apresentação de suas alegações finais (prazo vencer-se-á em 8.12.2009).

09.12.2009: defesa restituiu o processo, sem alegações finais.

23.12.2009: defesa ainda não apresentou suas alegações finais.

08.01.2010: defesa entregou suas alegações finais.

12.01.2010: processo encaminhado ao juiz, para sentença.

12.04.2010: sentença condenatória publicada.

14.4.2010: recurso do Ministério Público.

14.4.2010: petição de recurso subscrita apenas pelos réus.

10.5.2010: Ministério Público apresentou suas razões de apelação.

26.10.2010: defesa oferece contrarrações do recurso do Ministério Público e suas razões de recurso.

12.11.2010: Ministério Público oferece contrarrazões do recurso interposto pelos réus.

17.11.2010: remessa do processo ao Tribunal de Justiça.


26.11.2010: recebimento no Tribunal (processo distribuído ao Desembargador DAVI HADDAD).

10.01.2011: recebimento no Ministério Público, para parecer.
 

Fonte: Site Promotor José Roberto Marques

quinta-feira, 12 de março de 2009

9 MESES DE IMPUNIDADE !!!

9 MESES DE IMPUNIDADE !!!

Pedro Henrique Marques Rodrigues

*13/02/2003
+12/06/2008


Mais um mês se passou e continuamos a espera de respostas.Uma criança, inocente e indefesa, foi morta e a ela atribuído o título de suicída, pela mãe e pelo padrasto, alegando que o menino havia tomado um produto químico para fugir do castigo, costumeiramente imposto pelo padrasto, um homem de 37 anos, com o qual ela vivia a pouco mais de 1 ano.

Nove meses depois, mesmo diante da constatação dos laudos, de que "o menino não se matou" e mais...mesmo diante da constatação, através dos laudos, de que o Pedrinho morreu em agonia, com um edema cerebral, com 65 hematomas pelo corpo, com 2 costelas em fase de cicatrização, com o pulso fraturado, com as córneas deslocadas, com arranhões e unhadas atrás da orelha...Mesmo diante de toda essa BARBARIDADE, diante desta MONSTRUOSIDADE...Os acusados, legalmente pelo Ministério Público; Kátia Marques e Juliano Aparecido Gunello, mãe e padrasto do Pedrinho... continuam livres e pior sem dar a menor satisfação a sociedade! O que nos causa, ainda mais, indignação... Pois os acusados, casaram-se em 17/01/2009, 7 meses após terem presenciado a morte do menino e 1 mês antes do aniversário da criança, onde ele completaria 6 aninhos de vida.

E onde está a Justiça deste País??? Por que o processo anda a passos mais do que lentos... Nove meses de Impunidade e há mais de 1 mês não tem andamento algum!

Os algozes do Pedrinho circulam livremente pela cidade, desfrutam dos prazeres da vida como se nada tivessem feito, sem antes se retratarem perante a Justiça e à Sociedade que cobra e aguarda a punição, visto que estamos falando de tortura sofrida por uma criança de apenas, na época, 5 anos de idade. Tortura essa que o levou ao óbito!

Uma criança que de acordo com relatos de vizinhos, professores e amigos, era docil, tranquila e meiga... Digo de acordo com vizinhos, professores e amigos, pois parentes e família... Penso que ele não tinha... Afinal NINGUÉM cobra por Justiça... Ninguém reclama o silêncio e o descaso como parece estar sendo conduzido esse caso. Essa criança nos dá a impressão de que era orfã de avós, tios, primos... Mãe então...

terça-feira, 3 de março de 2009

UMA SALVA DE PALMAS PARA OS NOIVINHOS..UMA SALVA DE PALMAS PARA O CASAL ASSASSINO !

BASTA ! CHEGA DE IMPUNIDADE !!!
Isso é uma grande afronta a nós, a SOCIEDADE que chora e clama por Justiça pela morte do Pedrinho, que completaria 6 aninhos no dia 13/02/09...enquanto isso...o casal ASSASSINO ("mãe e padrasto") gozam dos prazeres da vida e da LIBERDADE sem antes terem se prontificado a pagar pelo ERRO COMETIDO !

Que mãe é essa que é capaz de não só continuar dormindo como também casar -se como algoz do seu próprio filho ?

Que mãe é essa que vive normalmente como se nunca tivesse gerado em seu ventre uma criança linda, como o PEDRINHO...sem sequer chorar ou lamentar a sua morte...sem sequer ao menos rezar uma missa por ele...sem sequer ao menos ter a dignidade de confessar e assumir que MATARAM O PEDRINHO !!!

Kátia Marques e Juliano Aparecido Gunello ...o casal de pombinhos que casaram no mês passado...são os acusados formalmente pelo Ministério Público por TORTURA...o que levou o Pedrinho ao óbito.

Nós, a Sociedade temos ciência que o crime atribuído, assim como foi pedido pela delegada Dra. Maria Beatriz, logo no início dos fatos, é HOMICÍDIO...mas se temos que aceitar que seja qualificado como tortura, de acordo com o indiciamento do promotor José Roberto Marques...é melhor do que por maus tratos como sugeriu o promotor José Vicente.
Mas o que não podemos aceitar é que o processo continue PARADO...e que se estenda mais do que já foi e continue IMPUNE!

8 meses se passaram e nós ainda choramos a morte do Pedrinho e clamamos por JUSTIÇA...mas ELES...eles que deveriam amar e proteger o menino...não pagaram pelo que fizeram e ainda por cima vivem por aí "Curtindo a Vida "

CHEGA...BASTA DE IMPUNIDADE !!!

As leis devem ser iguais para todos...esse casal levou o Pedrinho ao ÓBITO !

PEDRINHO QUEREMOS JUSTIÇA !!!
http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=68672769

CASO PEDRINHO NA ÍNTEGRA

http://www.eunanet.net/beth/caso_pedrinho.php

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

NENHUMA ATITUDE...

22/02/09

http://www.eunanet.net/beth/caso_pedrinho.php

Sem alterações, nenhum parecer, nenhuma novidade, NENHUMA ATITUDE daqueles que tanto acreditando, dependemos...

Não obtivemos ainda nenhum fato novo a acrescentar, mas estamos atentos em tempo e prontos a agirmos em período integral - Esta é a nossa única certeza...

Esta é a nossa força maior... Em Busca da Justiça - Por Sandra Domingues
http://www.eunanet.net/beth/colunistas.php

A Sociedade aguarda uma resposta para esse caso, onde uma criança de, na época, 5 anos foi vítima de tortura e levada ao óbito, por àqueles que deveriam, amá-la e protegê-la!

A Justiça existe e as Leis devem ser iguais para todos !

Por que mesmo diante da evidência de tortura, mesmo diante da constatação, através de laudos, de que os argumentos do casal e da defesa foram uma farsa, visto que o Pedrinho não ingeriu nenhum produto químico e foi bruta e covardemente assassinado, por que o casal, Kátia Marques e Juliano Gunello, continua livre se o que cometeram foi um ASSASSINATO ???

Sabemos que o processo é moroso, mas queremos uma resposta e que a Justiça prevaleça !!!

Pedrinho - Queremos Justiça
http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=68672769

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

SERÁ CELEBRADA MISSA DE ANIVERSÁRIO PARA O PEDRINHO

MISSA DE ANIVERSÁRIO PARA O PEDRINHO

Será celebrada uma missa em homenagem ao Pedrinho no dia 13/02/09 às 07:00 da manhã, dia em que ele completaria 6 aninhos de idade.
Após a missa haverá uma manifestação, pelo fato do processo estar parado há 3 meses e o caso continuar Impune!

Local: Santuário São Judas Tadeu
Av. Jabaquara, 2682 - Jabaquara
São Paulo - SP (Estação São Judas do metrô)


sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

CASO PEDRINHO, NA ÍNTEGRA NA REVISTA ZAP



CASO PEDRINHO, NA ÍNTEGRA - REVISTA zaP:

http://www.eunanet.net/beth/caso_pedrinho.php
http://www.eunanet.net/beth/pedrinho.php
http://www.eunanet.net/beth/pedrinho2.php
http://www.eunanet.net/beth/pedrinho3.php
http://www.revistazap.org
http://www.eunanet.net/beth/index.php